Publicidade

Últimas Notícias

BOMBA - Em gravação, emissário de Nazif oferece secretarias e até dinheiro para que vereadores não afastem o prefeito

Caso a Câmara receba a denúncia nesta quarta, Mauro Nazif será imediatamente afastado do cargo
Da reportagem do Tudorondonia
Um emissário do prefeito de Porto Velho, Mauro Nazif (PSB), percorreu gabinetes na Câmara de vereadores oferecendo cargos e até dinheiro para que o chefe do Poder Executivo Municipal não seja afastado nesta quarta-feira, durante sessão que analisará o recebimento de denúncias de irregularidades contra o prefeito e uma possível abertura do processo de impeachment.
Caso a Câmara receba a denúncia nesta quarta, Mauro Nazif será imediatamente afastado do cargo.
Devidamente gravado, o emissário de Mauro Nazif disse a um vereador que foi tirado da cama muito cedo na manhã desta terça-feira para negociar o que os vereadores quiserem. Ele explicou que estava falando em nome do prefeito. Disse estar autorizado a negociar cargos e até dinheiro. “Qual secretaria você quer? É só dizer agora que o prefeito assina o ato na hora”, disse o emissário.
O porta-voz de Mauro Nazif disse que já havia conversado com um vereador  a quem foi oferecida a Secretaria de Transporte e Trânsito. “Foram oferecidas três secretarias, mas ninguém quis” até agora, disse ele.
Para o emissário de Mauro Nazif, o prefeito conseguirá reverter sua situação desfavorável na Câmara e não será afastado. “Tem alguns vereadores que vão se vender. O Jair Montes é um deles”, disse o homem que tentou subornar os vereadores em nome do Prefeito de Porto Velho.
Pouco confiante na integridade moral dos vereadores, ele listou pelo menos mais três vereadores oposicionistas que  também devem mudar de opinião em relação ao prefeito na noite desta terça.
A sessão da Câmara para a leitura do relatório do vereador Aélcio da TV (PP)  aceitando as denúncias será realizada às 9 horas desta quarta-feira, quando então o prefeito poderá ser afastado.
Na tarde desta terça, o prefeito exonerou três secretários municipais (Niedja Félix Santana, da Semes; Cristian Camurça, da Funcutural, e Ricardo Fávaro, da Semusb). Os cargos, como havia dito pela amanhã o emissário do prefeito, estão sendo usados para comprar vereadores.

Nenhum comentário

Deixe aqui sua mensagem e sugestões.