Publicidade

Últimas Notícias

Dois milhões ao encontro da Padroeira dos paraenses



O Círio deve atrair 78 mil turistas e terá impacto de R$ 1 bilhão na economia do Estado 
Se não é possível medir o tamanho da fé do povo católico paraense e daqueles que vêm de fora para se unir a um dos principais eventos religiosos do País, os números que cercam o Círio de Nazaré são estrondosos. Nas primeiras horas da manhã deste domingo, terá início o 225º Círio de Nazaré, em Belém. Dentro do Calendário das Romarias Nazarenas, a procissão é a sexta e a maior dos eventos do calendário. A estimativa é da participação de cerca de 2 milhões de fiéis.

Segundo estudo conjunto do Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieee/PA) e da Diretoria da Festa de Nazaré, a procissão, que começa por volta das 6h30, após o termino da Missa do Círio, percorrerá 3,6 km até a Praça Santuário, com chegada prevista para as 12h30. A previsão é de 6 horas de duração da procissão, o que nem sempre é seguido à risca em função de vários fatores externos.

CRESCIMENTO

Nos últimos 76 anos, houve um crescimento espetacular na festa da fé. Na década de 1940, o número de romeiros no Círio ficou em torno de 120 mil pessoas. A década de 1990 fechou com a participação média de cerca de 1,5 milhão de romeiros. Já nos últimos 10 anos, a média de participantes no Círio continuou aumentando, mas de forma gradual. Em compensação, observa-se um aumento gigantesco de participações nas outras 11 romarias. Isso quer dizer que romeiros e turistas estão participando com maior frequência dos outros eventos da quadra nazarena, o que deve se repetir neste ano.

Festividade atrai 78 mil turistas e gera R$ 1 bilhão

O Círio de Nossa Senhora de Nazaré também tem exercido forte contribuição ao longo dos anos na economia do Estado. Ele movimenta todos os setores produtivos, com destaque para os de serviço, comércio, indústria e agropecuária. No setor serviço estão os maiores destaques: o turismo receptivo, religioso ou o de negócios. O turismo no Círio só tem crescido ao longo dos anos, e agora há a oportunidade do evento estar inserido no roteiro da principal operadora de turismo religioso do mundo, a Opera Romana Pellegrinaggi. 

Segundo o Ministério do Turismo, só o turismo religioso doméstico gera 20 milhões de viagens em mais de 300 destinos brasileiros, movimentando cerca de R$ 15 bilhões. E Belém tem forte influência nestes dados com a quadra nazarena e suas 12 romarias que atraem gente de de todo o Brasil e do mundo. Para o Círio 2017, o Dieese indica que serão esperados aproximadamente 78 mil turistas, com uma previsão de gastos de aproximadamente R$ 90 milhões.

CÍRIO MAIS CARO

Outro estudo mostra ainda que o Círio ficou mais caro em relação ao ano passado, com um custo estimado em cerca de R$ 3,8 milhões. Isso representa um crescimento de aproximadamente 3%. Por fim, estima-se que o “Natal dos Paraenses” gere impacto na economia local em aproximadamente R$ 1 bilhão, considerando-se aí o envolvimento de todos os setores econômicos.

EVOLUÇÃO DE PÚBLICO

Participação média de romeiros e turistas na procissão do Círio de Nazaré nas últimas 6 décadas:120 milna década de 1940. 200 milna década de 1950.

350 mil na década de 1960. 

500 mil na década de 1970. 

1 milhão na década de 1980. 

1,5 milhão na década de 1990. 

Fonte de Dados: Pesquisa Dieese/PA – Diretoria da Festa de Nazaré

Nenhum comentário

Deixe aqui sua mensagem e sugestões.