Publicidade

Últimas Notícias

EXCLUSIVO - MÉDICO QUE ABANDONOU PS JOSE ADELINO E PACIENTE VEIO A ÓBITO, PEDE DEMISSÃO ALEGANDO NÃO TER MAIS CONDIÇÕES DE TRABALHAR NESSE AMBIENTE

O MP através da 7ª Promotoria de Saúde, abre sindicância para apurar  responsabilidades pela morte de paciente na porta do PS José Adelino.
O momento é de grande tensão no setor de saúde do município, depois que uma paciente veio a óbito na porta do Pronto Socorro JOSÉ ADELINO, no bairro Ulisses Guimarães, por falta de atendimento médico. 

O vereador ALEKS PALITOT, que vinha fiscalizando de perto toda essa situação, ficou indignado com o ocorrido e entrou com várias representações contra a administração municipal e promete não se calar até que os (ir)responsáveis sejam punidos na forma da lei. Ainda ontem o vereador protocolou as representações no MP, 5ª e 7ª Promotorias da Probidade e Saúde respectivamente, no CRM (Conselho Regional de Medicina), no CRE (Conselho Regional de Enfermagem) e na SEMUSA, pedindo providências para as precárias condições da Unidade de Saúde Dr. José Adelino de Freitas, no Bairro Ulisses Guimarães.
Documentos protocolados pelo vereador ALEKS PALITOT
Diante de tantas pressões, a prefeitura Municipal se manifestou, e em entrevista o prefeito anunciou que "2018 vai ser o ano da saúde em Porto Velho". A continuar com os eventos que já aconteceram nos primeiros 10 dias do ano, é de se preocupar essa afirmação do prefeito. 

Já o médico que estava de plantão na madrugada do ocorrido e abandonou o local sem a chegada de um substituto, também não aguentou a pressão e entrou com seu PEDIDO DE DEMISSÃO do serviço publico. O profissional da saúde alega que não tem mais condições de trabalhar no ambiente que se formou na prefeitura municipal.

O médico, que não teve sua identidade revelada, mesmo sendo demitido, sofrera sanções administrativas pela PGM, MP e Conselho Regional de Medicina.  

Nenhum comentário

Deixe aqui sua mensagem e sugestões.