Publicidade

Últimas Notícias

SECRETÁRIO DA SEMUSA, DOMINGOS SÁVIO EM MAIS UM ATO DE PERSEGUIÇÃO

Já virou rotina os atos de perseguição do secretário da SEMUSA. Dessa vez a vitima foi o vereador Sid Orleans. Presidente Bengala não quer escândalos em sua administração....


Matéria do site TudoRondônia
Porto Velho, RondÔNIA - O assunto que dominou os debates da Câmara Municipal na tarde desta terça-feira (03) foi a atitude do secretário municipal de Saúde de Porto Velho ( SEMUSA), Domingos Sávio, que resolveu transferir o vereador Sid Orleans (PT), que é servidor do município, para o distrito de Extrema, região da Ponta do Abunã, fronteira com o Estado do Acre. “Espero que isso não seja uma perseguição, pois a exemplo de mim, outros vereadores como a Ellis e o Alan são servidores do Município e podem passar pela mesma situação”, considerou Sid Orleans.

A denúncia foi feita pelo próprio vereador em plenário e a reação do Parlamento foi imediata. Até mesmo os vereadores da base de apoio á administração Mauro Nazif foram em  defesa do colega e pregaram respeito do Executivo Municipal ao Legislativo. “Os secretários estão lá porque foram escolhidos, mas nós estamos aqui porque fomos eleitos. Eles devem respeito a esta Casa e a seus membros. Meu partido é da base de apoio da administração do PSB, mas estarei ao lado do colega para o que der e vier”, disse o líder do PRB, Pastor Delso.

O vereador Alan Queiroz (PSDB) manteve seu discurso de oposição e lembrou que, no dia anterior, o secretário municipal de Administração Mário Medeiros  esteve na tribuna da Câmara representando o prefeito Mauro Nazif defendendo o respeito e harmonia entre os poderes, durante a solenidade de abertura do período legislativo. “Isso não foi somente um desrespeito ao Parlamentar, mais também a um servidor que muito já fez pelo município. Essa atitude merece uma resposta rápida de todo o Parlamento”, convocou.

Um dos últimos a falar sobre o assunto, o presidente da CMPV,  Jurandir Bengala (PT),  disse que o Parlamento está unido em solidariedade ao colega Sid Orleans. Ele disse que o Parlamento vai elaborar um documento relatando a situação de perseguição e pedindo providências sobre o caso com a assinatura de todos os vereadores da casa e que o mesmo será direcionado ao prefeito Mauro Nazif. “Primo muito pela humildade, mas também pela seriedade. Todo o Parlamento estará unido em solidariedade ao colega para exigir o respeito do Executivo e o fim da perseguição”, disse.

Ao prestar solidariedade ao colega Sid Orleans, a vereadora Ellis Regina (PC do B) disse que conhece outras histórias de perseguição contra servidores praticados pelo secretário Domingos Sávio, fatos que ela tornou publicamente em seu pronunciamento. “O secretário de saúde tem que respeitar esse Parlamento. Ele precisa saber com quem está mexendo. Certamente o prefeito Mauro Nazif não é conivente com essa situação e por isso deve uma satisfação a esta Casa”, criticou.

Nenhum comentário

Deixe aqui sua mensagem e sugestões.