Publicidade

Últimas Notícias

EXCLUSIVO - CRIME AMBIENTAL DE GRANDES PROPORÇÕES NA CONSTRUÇÃO DO ANEL VIÁRIO DE PORTO VELHO

Porque uma mega obra como a construção da Rodovia Expresso Porto, o Anel Viário de Porto velho, do governo do estado, sendo executado pelo DER não tem publicidade alguma? Porque a obra está sendo tocada as escondidas e sem alarde por parte do governo? Ai tem!
Um dos muitos igarapés que foram "mortos" para a construção da Via.Ao lado, pegadas de animais silvestres que fogem da mata e acabam morrendo.
A construção da rodovia Expresso Porto, o anel viário de Porto Velho, avança em ritmo acelerado. O trabalho de abertura da via, iniciado na Estrada da Penal até a BR-364 (saindo ao lado as Irmãs Marcelinas), com 21 km de extensão, está concluído. Agora, restam apenas três quilômetros de encascalhamento para chegar até a rodovia, e a instalação de bueiros em quatro pontos da estrada que o Governo de Rondônia constrói com máquinas, equipamentos e servidores próprios do Departamento de Estradas de Rodagem, Infraestrutura e Serviços Públicos (DER).

A rodovia vai retirar o trânsito diário de mais de 200 carretas do perímetro urbano de Porto Velho. Os veículos pesados trafegam hoje pelas avenidas Jorge Teixeira e Guaporé, com destino aos portos localizados ao longo da Estrada da Penal.O Diretor do DER Lioberto Caetano falou que: “São cerca de 30 máquinas, equipamentos e veículos de apoio concentrados neste trabalho, além de aproximadamente 50 servidores, tanto no comando das máquinas quanto no setor administrativo trabalhando para que o serviço possa fluir no campo de obras”,
CADÊ A LICENÇA AMBIENTAL?
Será que a SEDAM ou a SEMA já andaram fazendo vistoria pelo local? Os crimes ambientais são visíveis. Vários igarapés foram represados dividindo assim o curso normal da água, muitas arvores que são protegidas por lei também foram derrubadas e jogadas em pequenos rios e lagos. Animais silvestres fogem do seu habitat natural e muitas vezes são mortos pelos próprios trabalhadores da obra ou são atropelados ao atravessarem a via que está sendo construída.
Este blogueiro e ativista politico, juntamente com o também ativista Cleyton Guedes, passamos três dias fazendo vistoria no local e encontramos de tudo, inclusive maquinas do DER dentro de uma propriedade particular onde está se construindo até uma moderna pista de pouso.  
Cleyton Guedes observa o estrado de cima de uma castanheira

Tora de madeira colocada estrategicamente para evitar o deslizamento de terra 

Igarapé represado

Duas castanheiras isoladas no meio da pista. PERIGO

Carro pipa do DER molha a pista para evitar a poeira

É assim que encontramos as placas de sinalização

Durante nossa visita ao local encontramos todo tipo de delito ambiental, e o que mais choca é você ver pegadas de animais silvestre a caminho da morte, já que eles saem da mata em direção ao outro lado da pista e acabam sendo atropelados e as vezes até caçados pelos pelas pessoas que pernoitam no local. Em alguns locais da pra perceber, pra quem conhece, que ouve uma verdadeira batalha entre presa e predador. 
Pegada de onça. Ainda estava fresca quando chegamos ao local

Aqui aconteceu uma batalha entre predador e presa

Pegadas de animais em fuga 

Pegada de Onça

Pegada provavelmente de Paca

Pegadas de Paca

Provavelmente pegada de capivara

Muitas de pagadas de porco do mato

Muitas pegadas de porco do mato. Eles só andam de bando

Pegadas de capivara

Pegadas de Jaguatirica

Pegadas de Jaguatirica
VÁRIOS RIOS E IGARAPÉS FORAM REPRESADOS

Esses rios e igarapés jamais vão recuperar seu curso normal. Alguns já secaram e/ou seu curso normal foi modificado. Nem os locais indicados com placas que informava que ali linha água, foi respeitado.

























Ainda temos centenas de imagens, inclusive da construção de um aeroporto particular, e dezenas de vídeos que estão a disposição de quem quiser, é só me solicitar uma copia. Várias copias também já foram enviadas aos órgãos competentes, aqui e em Brasilia.

Nenhum comentário

Deixe aqui sua mensagem e sugestões.