Publicidade

Últimas Notícias

PT PODE ENSINAR A COMBATER A CORRUPÇÃO, DIZ LULA




O Ex presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou neste sábado (20) durante discurso em evento de posse dos novos integrantes do diretório municipal do PT em São Bernardo do Campo (SP), que nenhum governo combateu tanto a corrupção como o seu (2003 - 2010) e que todas as denuncias precisam ser investigadas dentro das regras do Estado Democrático de Direito. 

"Hoje o PT pode ensinar, inclusive, a combater a corrupção. Ninguém na historia deste país criou mais mecanismos de combate a corrupção do que os 12 anos de PT no governo. A Policia Federal é o que é por causa do PT, o Ministério Publico é o que hoje na (Assembleia) Constituinte de 1988, companheiros como (Jose) Genoíno, brigaram pela autonomia do Ministério Publico, que antes era um apêndice do Ministério da Justiça", disse em sua primeira manifestação publica após o agravamento da crise com a divulgação do conteúdo das gravações da delação dos executivos da JBS, que envolvem o presidente Miche Temer (PMDB) e o senador Aécio Neves (PSDB), entre outros políticos, inclusive o próprio Lula. 

Lula disse que a corrupção precisa ser combatida, mas que precisa ser respeitado o Estado Democrático de Direito. "Nos queremos que a pessoa seja investigada, democraticamente, tenha o direito de defesa e, democraticamente, seja julgada. E vale para o PT, para o PMDB, para os procuradores, para os juízes, vale até para o Papa, vale para todo mundo", disse, sem mencionar diretamente as acusações contra Temer, que agravaram a crise brasileira. 

Lula defendeu a saída de Temer do Palácio do Planalto e a realização de eleições diretas, mesmo que o PT não leve o pleito. "Nos queremos é que o Temer saia logo, mas não queremos um presidente eleito indiretamente. Não importa quem for. A gente pode perder, mas se perdermos democraticamente, valeu o jogo. O que não da para achar é que alguém possa indicar por nós, o presidente, a presidenta", disse. 

Lula disse que a candidatura dele vai depender de muitos fatores. "Minha candidatura vai depender de muita coisa, de minha saúde, da justiça e do PT".

As eleições diretas para a presidência diante de uma eventual saída de Temer foi o principal tema defendido durante todo o evento por outros lideres do PT presente. Lula chamou os presentes a irem à Avenida Paulista, no centro de São Paulo, na tarde deste domingo (21), para protestar pelas diretas já. "Todos que querem as diretas já, tem que ir à Paulista amanhã as 14 horas. Não comam muito e depois deem uma saidinha e passem na Paulista. É importante, disse".

Nenhum comentário

Deixe aqui sua mensagem e sugestões.