Publicidade

Últimas Notícias

PERSEGUIÇÃO - SEMED NÃO PAGA EMPRESAS E SERVIÇO DE TRANSPORTE ESCOLAR PARA PELA TERCEIRA VEZ EM 2017

SEMED teima em escravizar as empresas, não paga pelo serviço e ainda tenta jogar a opinião publica contra os empresários do setor!
TRANSPORTE ESCOLAR EM GREVE
No último dia 22/11 empresários da RONDONORTE TRANSPORTE E TURISMO LTDA, protocolaram na SEMED, CÂMARA MUNICIPAL (comissão de educação) E GABINETE DO PREFEITO, o Oficio nº 00065/2017 onde cobra o pagamento dos meses de setembro/outubro e o cumprimento das clausulas 5.1 e 5.2 do contrato 044/PGM/2014 que foi assinado em 2014 e versa sobre o reajuste a cada 12 meses e que a três anos não é cumprido, sendo que a planilha de custos, é referentes à preços praticados em 2014, e hoje a realidade é completamente diferente.

No referido documento a empresa já alerta para a necessidade do pagamento sob pena de paralisação de 100% da frota. Isso acarretaria um grande prejuízo para os alunos que estão fazendo provas, e outros que ainda estão fazendo reposição de aulas que são consequência de outras paralisações que já aconteceram em 2017 e pelo mesmo motivo.
  


DOCUMENTO PROTOCOLADO NA SEMED/CÂMARA/GAB
Quando você quer viajar de avião para qualquer lugar do país e do mundo, você não chega na agencia de viagem e diz que quer comprar uma passagem FIADO e quando você voltar, se voltar, você paga, correto? E quando você quer viajar de ônibus interestadual, alguém já viu a empresa vender passagem fiado? Jamais! Você teria coragem de sair de casa sem uma moeda no bolso e pegar um ônibus e dizer para o cobrador: "anote ai que qualquer dia desses eu pago!", eu duvido que isso aconteça!

Todos os serviços de transporte do Brasil e do mundo você PAGA PRIMEIRO para depois usar, certo? Mas no Transporte Escolar Municipal é diferente: As empresas participam do processo de licitação e quem ganha começa a trabalhar, e somente um mês depois é que vai receber. Mas a prefeitura de Porto Velho, através da SEMED, se acha no direito de pagar quando quer e da maneira que quer, sem respeitar o contrato vigente, gerando conflito dentro das empresas, que tem encargos e salários para pagar, e como pagar impostos sem receber pelo serviço prestado? como evitar greve e ações trabalhistas se a empresa não recebe da administração municipal? 

Nenhum comentário

Deixe aqui sua mensagem e sugestões.