Publicidade

Últimas Notícias

EMERSON CASTRO LEVA TAPA NA CARA MAS GARANTE A VAGA DE CONFÚCIO MOURA AO SENADO

O momento do tapa
Como o previsto, a convenção do MDB foi repleta de fortes emoções! Mas o ponto forte mesmo foi quando o presidente da sigla e suplente de Raupp, Tomas Correia, deu um tapa na cara de Emerson Castro.

A AGRESSÃO QUE SELOU A PAZ NO PARTIDO
Raupp e Tomas Correia já tinham preparado todo o cenário para colocarem em pratica o seu plano mais sórdido, que era deixar fora da disputa o ex governador Confúcio Moura. Não deu certo porque no meio do caminho, tinha a mão de Tomas Correi em direção a cara do ex chefe da casa civil, Emerson Castro!

Desde a abertura dos trabalhos que o clima estava tenso entre os dois, e tudo foi motivado porque Tomas Correia estava seguindo a risca tudo que fora traçado nos bastidores para que o Senador Valdir Raupp não tivesse que enfrentar nas urnas o ex governador Confúcio Moura. Emerson Castro tentou intervir pedindo uma "questão de ordem" que não foi aceita pelo presidente Tomas, e Emerson seguiu no microfone tentando interromper a fala do presidente e querendo que fosse respeitada sua "questão de ordem".

Foi feito um intervalo, e na volta, quando estava se configurando o plano maquiavélico de Raupp, Tomas Correia e Maurão de Carvalho, o plenário foi invadido. Ouve muita confusão, quebra quebra, os protagonista Raupp e Confúcio foram retirados do plenário por seus assessores, e quando "os ânimos se acalmaram"....

Tomas Correia senta uma bifa na cara de Emerson Castro, ali, na frente de todo mundo! 

Pronto, foi o suficiente para que novo intervalo fosse decretado! Naquele momento, com ânimos exaltados, e com vários vídeos do tabefe invadindo as redes sociais, todos se recolheram para a sala da diretoria, onde ficaram por longos 45 minutos.

Na volta, ALMIR CANDURI, figura ilustre do partido, chegou na frente comemorando. Estava selado a paz e restabelecido a ordem! 

Daquele momento em diante, a convenção "perdeu a graça", mas a cara de derrotado de Raupp...isso todo mundo percebeu!

Raupp estava completamente "fora de foco", e Confúcio assumia ali toda a sua satisfação de um vencedor. 

Muita "melação e pedidos de desculpas" marcaram o final de toda a confusão. Até Emerson Castro usou o microfone ao lado de seu agressor, e por pouco não chorou. E posou para as fotos junto com Tomas Correia. 



Um comentário:

Deixe aqui sua mensagem e sugestões.